menu

Piauí

02/02/2016


W.Dias anuncia novas operações de crédito para o PI e defende ministro

Durante a leitura da mensagem do executivo na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa do Piauí, governador Wellington Dias (PT) elencou a segurança como o principal desafio a ser vencido pelo seu governo, em 2016. Depois de cumprir agenda em Brasília, o governador apresentou um balanço de sua gestão em 2015 e anunciou a expectativa com a liberação de recursos por meio de operação de créditos.

“Nosso grande desafio em 2015 foi manter o equilíbrio fiscal. Começamos o ano com o desafio de mudar o cenário de crescimento negativo da economia, algo que não é só um número, é um dado estatístico, que mexe com a vida das pessoas”, afirmou o governador, que em meio aos problemas ocorridos no ano passado, comemorou o saldo positivo na geração de emprego até o mês de novembro de 2015.

Em 2016, Wellington afirma, será o ano de atuar na recuperação de crédito, com uma agenda estratégica. Operações de crédito também estão na mira do governador. Da reunião de ontem com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, sobrou para o Piauí a garantia de que logo após o carnaval quase R$ 320 milhões de dólares sejam liberados junto ao Banco Mundial. A previsão do governador é de que neste ano R$ 3 bilhões sejam executados pelo governo em obras e ações.

De Brasília, mais especificamente do encontro entre 26 governadores, Wellington traz ainda o anúncio sobre o debate da necessidade de medidas que garantam a retomada do crescimento. “Ontem pactuamos na direção da aprovação da repatriação, algo que deve ser debatido na reunião do Confaz após o carnaval, para que ainda neste semestre tenhamos a convalidação do ICMS ao conjunto dos investidores, algo que vai apontar um caminho diferente para o que vivenciamos até agora”, afirmou.

Na área de habitação, Dias prometeu a entrega de até 12.500 novas unidades em 2016. Anunciou ainda fundo de investimento com o BNDES totalizando R$ 300 milhões, que tem ainda a participação da Prefeitura de Teresina e do governo do Acre. Wellington diz ainda que continuará as parcerias público-privadas como garantia de investimentos.

SEGURANÇA
Na área da segurança, Wellington ressalta que o estado conseguiu êxito em um dos principais problemas em relação à criminalidade, que foi em estagnar o número de assassinatos. “Nosso maior desafio é a segurança. Aprendi com a experiência de quem atua na área que a criminalidade, a medida que ela começa a dar certo para os criminosos, ela engorda e cresce, como um negócio. O primeiro ponto foi estancar o crescimento no número de homicídios, e nisto, tivemos êxito”.

DEFESA DE MARCELO CASTRO
O governador aproveitou ainda para defender o ministro da Saúde, Marcelo Castro, das críticas que vem recendo. “Ele esta apanhando pra danar, não podemos deixar de olhar que há o preconceito, sempre que tem alguém do nordeste o pau canta”, disse.

180 Graus

Notícias relacionadas