menu

Política

29/09/2019


Walter Santos: Golpe começou primeiro com condenação de Zé Dirceu sem provas

O novo texto do multimídia e analista politico Walter Santos aborda a necessidade do debate envolver a reflexão e busca de justiça a partir do entendimento de que o Golpe para prender Lula e tirá-lo da disputa de 2018 começa com o Caso Mensalão em 2006 punindo Zé Dirceu sem provas.

Leia a análise a seguir:

Não vos esqueceis: o Golpe para chegar em Bolsonaro prendendo Lula aniquilou primeiro Zé Dirceu

O mundo civilizado e democrático do Brasil desprovido de ranços e intolerâncias já entendia muito antes das revelações chocantes do The Intercept de que o País convivia com um Golpe puxado pelo PSDB e PMDB ( Aécio, Temer, Globo e tudo) mais setores do Judiciário e MPF entretanto, em tempo, é preciso retroceder no Caso Mensalão em 2005 porque tudo começa com a eliminação do ex-Ministro José Dirceu das lides políticas sendo condenado até hoje sem provas.

Detalhe: não fosse o Mensalão , Zé Dirceu teria sido Presidente da República Federativa do Brasil, mas que foi alvejado pela inteligência da Ultra Direita internacional com apoio da Elite tupiniquim já à época porque seguramente era o mais preparado e articulado socialista da América Latina.

Este fato é muito relevante porque expõe as vísceras do Ministério Público quando seu procurador Geral da República, Roberto Gurgel, apresentou denúncia contra Zé Dirceu no Caso Mensalão sem nenhuma prova, aliás admitido por ele na argumentação, mas que o condenava sem provas em nome do “Domínio do Fato” – tese insustentável juridicamente, só que se efetivou com o escárnio dos então presidentes do STF, Carlos Ayres de Brito e depois Joaquim Barbosa punindo o ex-ministro sem provas.

O PRIMEIRO ALVO

Certamente que os holofotes se voltam há mais tempo para o absurdo da prisão de Lula por Sérgio Moro para tirá-lo da disputa de 2018, da mesma forma contra a constatada Grande Trama já reconhecida para implantar o retrocesso do Impeachment de Dilma Rousseff, só que não é justo ignorar o primeiro abate de nome Zé Dirceu.

A Ultra Direita sabia que dos articuladores do mundo socialista do Brasil e da América Latina, o ex-ministro era o mais ousado cerebral e com network internacional formulando diálogos que fizeram muitos presidentes na América do Sul.

DIÁLOGO INTERNACIONAL

Zé Dirceu dialogava com lideranças dos diversos continentes tanto que, depois de alvejado e punido sem provas, foi viver de consultorias para grandes empresas nacionais fora do País lhe garantindo a sobrevivência, só que a Ultra Direita tratou seus dividendos como corrupção.

Ora, se está tudo no Imposto de Renda, como tratar dividendos como propinas?
Mas na ordem vigente desde quando Lula e Dilma consolidaram os BRICS, o Pré Sal e a redução da pobreza, tudo passou a valer a pena para eliminar essa gente que soube cuidar de redução das desigualdades.

JÁ NA FASE LULA

Ninguém se iluda: o Golpe já começou nos governos de Lula e Dilma porque o Brasil resolveu insistir na Soberania de seus destinos e isto a Elite não perdoa.

Só que o Plano de eliminação de Lula/Dilma e o PT fracassou e agora a nova fase convive com a projeção de Lula circulando o mundo para voltar a gerar políticas de inclusão e justiça social sem ignorar nenhum segmento, nem mesmo a burra e impiedosa Classe Média.

Os movimentos de recuperação do Estado Democrático de Direito passam pela liberdade e justiça em torno de José Dirceu.

ÚLTIMA

“O olho que existe/ é o que vê”

Notícias relacionadas