menu

Piauí

10/10/2019


Wellington Dias critica postura da Câmara Federal de tirar dos Estados pobres a partilha do petróleo

“ Agora, depois de aprovado no Senado, a Câmara Federal faz um “Robin Hood invertido” tirando dos mais pobres para pagar aos mais ricos. Ainda mais tirando do Norte e Nordeste”, assim reagiu criticamente à reportagem da Revista NORDESTE, o governador do Piaui diante da nova partilha dos royalties do petróleo para municípios, estados e União aprovada pela Câmara Federal.

Ele insistiu na crítica: “Estranho o Robin Hood invertido, pois a União tem uma dívida com Estados exportadores, com base na Lei Kandir, onde os Estados mais ricos ficam com cerca de 90%”.
Neste sentido, diz ele, “ então o Congresso, mesmo tendo acordo com a União de tirar da União, resolve tirar dos mais pobres para pagar a conta da União aos Estados Mais ricos. Não é razoável”.

SEM ALTERAR – Segundo o governador, “ não teve como alterar com a correlação de forças da Câmara , o acordo em que tiram cerca de R$ 1,726 bi de uma região como o Nordeste. O Governo deve a lei Kandir (compensação do ICMS de 2018 pago em 2019, para incentivar as exportações, cerca de R$ 4 bi”.

– O Governo, através do Ministro Paulo Guedes e equipe assumiu de pagar tirando dos R$ 70 bi da União, junto com os R$ 3 bi para Estados de Regiões produtoras.

Notícias relacionadas