Internacional

OPINIÃO: Walter Santos expõe como Coronavirus mudou rumo, cultura e correlação geopolitica no mundo

12/04/2020


Domingo de Páscoa: as muitas lições que o mundo experimenta com o Coronavirus mudando a missão Humana na Terra

Nunca mais o Planeta Terra será o mesmo depois do impacto revolucionário de costumes imposto pelo Coronavirus desafiando o futuro ao mesmo tempo e, quem diria, comprovando a derrocada dos Poderes financeiro e político diante da poderosa e invisível bactéria mortal vencedora.

Nenhum País no mundo deixou de se render ao mega vírus, ao mesmo tempo em que todos os Paises e Governos representando o Estado precisaram sem exceção recorrer a Bilhões de dólares,euros, renminbi,rubros, libras,ienes, etc, implodindo,enfim, a velha tese do Estado Mínimo tão defendida pelos neo capitalistas sempre e só focados em lucros pouco importando-se com vidas.

TEMOS DE REVER O FUTURO

Está comprovado que transformar, por exemplo, o sistema de assistência médico-hospitalar num Pais em mero mercado obrigando a somente ter acesso a ele se pagar bem e caro é uma grande bomba relógio, como começa a explodir na cidade capital do monumento financeiro: Nova York.

Não podemos fingir esta grave realidade desnudando o colapso de assistência médico – hospitalar em meio ao maior número de mortes do mundo obrigando o próximo Governo dos EUA a pautar e vencer o lobbie da Indústria farmacêutica e de saúde para introduzir a proposta de Home Care – sistema que lembra o SUS e a base pública do Reino Unido – sempre derrotada no Congresso americano.

Pior é que a Mídia não destaca que a maior parte de óbitos em NY é de hispânicos (Alô alô brasileiros!) e de negros advindos dos vários mundos escravagistas, por isso a Elite americana e global pouco se importa com a imensidão da morte de tantos pobres.

O TRISTE PAPEL DE UM DESMIOLADO

Trinta dos trinta mais importantes veículos de comunicação do Mundo, de todos os continentes, fazem por ângulos diferentes a leitura consistente de que o Brasil vive a pior fase na condução do seu destino pelo presidente Jair Bolsonaro tratado como inconsequente, desmiolado e perigoso agente público mundial.

A esta altura do campeonato não precisa apenas atestar nem fazer como o ex-presidente FHC, de falsa moral, que defende inexistir clima para afastar o presidente do cargo. Ao contrário, há sim, e por muitos motivos e razões constitucionais previstas em lei.

MUDANÇA CULTURAL

O Brasil sairá deste tempo tsunami com novos hábitos na correlação do trabalho e do emprego com nova lógica cultural profunda transformando a estrutura virtual em componente de mudanças nas relações humanas, como jamais se imaginaria.

Viramos uma sociedade movida à estrutura virtual influindo na velha forma de ser em cada pedaço do mundo, cuja realidade, como se fosse uma calça desbotada relatada pelo poeta, não nos interessa mundo.

Surge, então, o Planeta da realidade virtual.

ÚLTIMA

“Onde quer que eu vá/eu vejo a minha Torre…”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.