Internacional

Paciente de transplante de pulmão por COVID-19 em Wuhan recebe alta do hospital

23/07/2020


Wuhan, 22 jul (Xinhua) — Um paciente de COVID-19 que recebeu cirurgia de transplante duplo de pulmão foi curado e teve alta de um hospital na terça-feira em Wuhan, capital da Província de Hubei, centro da China.

Após meses de tratamento, o homem de 65 anos recebeu alta do Hospital Renmin da Universidade de Wuhan.

“Agradeço muito o trabalho duro de vocês”, disse Cui, o paciente, aos médicos. Ele também escreveu um pedaço de papel dizendo: “Eu tive alta do hospital. Obrigado a todos.”

Entre os 10 pacientes da COVID-19 que receberam cirurgias de transplante de pulmão em todo o mundo, Cui foi o primeiro a receber alta hospitalar, segundo Ma Xudong, funcionário da Comissão Nacional de Saúde.

Ma disse que seis pacientes foram submetidos a tais cirurgias na China, bem como um na Itália, Estados Unidos, Áustria e Coreia do Sul.

Ele disse que a comissão organizou uma equipe especializada de transplante de pulmão composta pelos melhores especialistas de todo o país para os tratamentos a partir de meados de abril. Discussões online foram realizadas várias vezes depois que duas equipes de especialistas das províncias de Jiangsu e Zhejiang partiram.

“Pessoas de diferentes unidades não pouparam esforços para salvar o paciente, o que demonstrou o princípio de que ‘a vida vem em primeiro lugar'”, disse Ma.

Cui, um trabalhador aposentado, teve febre em 23 de janeiro e foi diagnosticado com COVID-19 em 7 de fevereiro. Ele foi transferido para o hospital em 18 de março após receber apoio de uma máquina de oxigenação de membrana extracorpórea (ECMO).

O resultado do teste de ácido nucleico do paciente deu negativo após o tratamento, mas ele sofria de fibrose intersticial pulmonar irreversível e insuficiência pulmonar, com a cirurgia de transplante de pulmão como a única opção, disse Lin Huiqing, cirurgião torácico sênior do hospital que liderou seu tratamento.

Especialistas da equipe nacional de especialistas em transplante de pulmão e do hospital realizaram uma operação que durou mais de seis horas em 20 de abril.

Depois de ser tratado para uma reação aguda de rejeição, infecção grave, resistência a vários medicamentos e falha na função intestinal e renal após a cirurgia, Cui foi capaz de ficar de pé sozinho em meados de junho e se mover em uma cadeira de rodas em julho.

Ainda é necessária mais reabilitação por causa dos músculos fracos nas pernas de Cui, disse Lin.

Cui é o último paciente de COVID-19 que foi curado e teve alta do Hospital Renmin da Universidade de Wuhan.

Até segunda-feira, Hubei, a província anteriormente mais atingida pela epidemia na China, havia relatado um total de 68.135 casos confirmados de COVID-19, com 63.623 casos curados e liberados de hospitais. A doença já tirou 4.512 vidas na província, de acordo com a comissão de saúde da província.

O paciente de sobrenome Cui recebe alta de um hospital em Wuhan, capital da Província de Hubei, no centro da China, em 21 de julho de 2020. (Xinhua/Cheng Min)

O paciente recebe alta de um hospital e é enviado para casa em uma ambulância em Wuhan, capital da Província de Hubei, no centro da China, em 21 de julho de 2020. (Xinhua/Cheng Min)


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.