Nordeste

Partido expulsa ex-prefeito que afirmou não ter ‘roubado tanto quanto o atual’, no Piauí

09/09/2020


"Não roubei o tanto que esse ai roubou", disse o ex prefeito (Foto: Reprodução TV)

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) decidiu expulsar do partido o ex-prefeito de Cocal, José Maria Monção, que chamou atenção durante evento no último domingo (6) ao comparar sua gestão com a do atual prefeito, Rubens Vieira (PSDB), e dizer que “não roubou tanto quanto” Vieira.

O presidente da sigla no estado, João Vicente Claudino, disse que com as declarações o ex-prefeito tornou-se um réu confesso e que agiu como se estivesse em um “campeonato de desvio de dinheiro público”.

“Ele se tornou um réu confesso, se não fez isso em juízo, fez em público. Não estou surpreendido pelas declarações, ele sempre teve esse estilo jocoso, debochado, mas fui pego de surpresa por ele ainda estar filiado. Quando soube [das declarações], pedi para verificarem, comuniquei ao partido, e por meio de uma comissão provisória, tomamos a decisão da expulsão de imediato, no primeiro dia útil após a declaração [essa terça-feira, 8]”, declarou.

Na ocasião em que fez as declaração, Monção participava da convenção do MDB que lançava seu candidato a prefeito da cidade, contando com a presença do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) e do senador Ciro Nogueira (Progressistas).

“Fui prefeito 3 vezes, sei do sofrimento. Mas também não roubei o tanto que esse aí roubou, não. Esse é descarado, está afundando Cocal”, afirmou José Monção.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.