Brasil

Pela primeira vez, Brasil cai em ranking e entra na ‘zona vermelha’ da liberdade de imprensa

247 – O Brasil caiu pela quarta vez consecutiva no ranking anual sobre liberdade de imprensa elaborado pela ONG Repórteres sem Fronteiras. Segundo reportagem do blog do jornalista Jamil Chade, no UOL, o país caiu quatro posições e ocupa a 111ª posição, em uma lista de 180 países. “Em 2018, antes da chegada de Jair Bolsonaro ao poder, o Brasil era o 102º colocado”, destaca Chade. Com isso, o país passou a figurar na chamada zona vermelha do ranking, que sinaliza as regiões com cenários de ameaças à liberdade de imprensa

Ainda conforme a reportagem, o Brasil aparece atrás de países como Bolívia, Mauritânia, Guiné-Bissau, Equador, Ucrânia, Libéria, Paraguai, Etiópia e Moçambique. Até então, o país estava situado na faixa laranja, onde a situação do trabalho da imprensa é considerada sensível. 

“O Brasil enfrenta problemas históricos e estruturais no campo da liberdade de expressão. É o segundo país da América Latina com o maior número de profissionais de imprensa assassinados na última década, atrás apenas do México. Ataques verbais, insultos, ameaças e agressões físicas contra jornalistas são frequentes no país”, destaca o documento elaborado pela ONG.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp