Internacional

Pequim diz que EUA estão “coagindo abertamente” outros países para bloquear empresas de tecnologia da China

30/07/2020


247 -A China criticou duramente à pressão e as ameaças feita pelo embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, que falou em “consequências” para o Brasil caso o país escolha a Huawei para desenvolver sua rede 5G. Segundo Pequim, a declaração de Chapman serve de exemplo sobre como o país norte-americano age “coagindo abertamente outros países a obedecer à vontade dos Estados Unidos”.

Segundo reportagem da agência Sputnik, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, declarou que os EUA se opõem ao uso de produtos da Huawei porque se opõem ao crescimento das empresas chinesas e não por razões de segurança nacional, como alegado.

“Quando as empresas de outros países alcançarem uma vantagem principal, os políticos dos EUA inventarão desculpas para usar o poder nacional para conduzir uma opressão inescrupulosa”, afirmou Wang nesta quinta-feira (30).

Recentemente, os EUA proibiram a Huawei de atuar no mercado norte-americano e disparou uma campanha global contra e empresa em meio à guerra comercial que trava com a China. O Reino Unido foi o primeiro país a ceder a pressão norte-americana. Japão e Austrália também adotaram medidas para restringir ou bloquear a participação da Huawei em suas redes de 5G.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.