Internacional

PF prende Rocco Morabito, traficante italiano procurado pela Interpol, conhecido como ‘rei da cocaína de Milão’

Rocco Morabito era apontado como líder da máfia italiana e está na lista dos homens mais procurados e perigosos do mundo. Ele foi preso num hotel em João Pessoa, PB.

Integrantes da Interpol no Brasil, que é formada por policiais federais, prenderam no início da noite desta segunda-feira (24), em João Pessoa, o traficante italiano Rocco Morabito, conhecido como um dos atuais líderes da máfia italiana e pela alcunha de ‘rei da cocaína de Milão’. Ele estava hospedado em um hotel da cidade localizado na Orla.

O italiano foi enviado para o Departamento de Polícia Federal da capital paraibana, localizado na BR-230. A prisão é resultado de investigação conjunta realizada entre Brasil e Itália, a Polícia Federal logrou realizar a prisão de Rocco Morabito, em João Pessoa, em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Conforme relatos, ele estava em companhia de outro foragido italiano, de nome Vincenzo Pasquino, originário da cidade de Turim-ITA e incluído na lista de fugitivos perigosos, que também foi preso. A extradição à Itália também será solicitada ao STF.

INVESTIGAÇÃO

Desde o domingo (23), uma equipe de policiais italianos do Escritório Central da INTERPOL em Roma, que participou da investigação, e dos Carabinieri, deslocou-se ao Brasil ante a perspectiva de que a prisão fosse realizada.

Um dos principais fugitivos procurados na Itália pelo envolvimento com a organização criminosa conhecida como ‘Ndrangheta era o italiano Rocco Morabito.

Há registros da atuação de Rocco Morabito com a organização do tráfico de drogas entre Brasil e Europa desde a década de 1990, conforme investigação à época realizada no âmbito de Operação denominada KING. Operações mais recentes da PF também indicaram a relação das atividades da ‘Ndrangheta com organizações criminosas brasileiras.

Com base em informações passadas pela Interpol Brasília, Rocco foi preso no Uruguai em 2017, depois de 22 anos foragido, para fins de extradição à Itália. No entanto, em 23/6/2019, ele fugiu da prisão no Uruguai e era considerado um dos três fugitivos mais procurados pela Itália desde então.

A ‘Ndrangheta é considerada uma das maiores e mais poderosas organizações criminosas do mundo.

A Interpol lançou recentemente um projeto dedicado exclusivamente à repressão em âmbito global às atividades desta organização criminosa, denominado Projeto I-Can (Interpol Cooperation against ‘Ndrangheta).

DETALHES DA PRISÃO, NESTA TERÇA (25)

Embora a prisão de um dos mais procurados traficantes de cocaína do mundo, Rocco Morabito, tenha acontecido em João Pessoa, a Polícia Federal e a Interpol só revelarão detalhes da prisão  nesta terça-feira (25), em entrevista coletiva no no Ed. Sede da PF,  localizada no SAUS Quadra 6, Bloco A, Lotes 9/10, em Brasília/DF.

*WSCOM


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp