Economia

PIB deve encolher de 8% a 10% no segundo trimestre, diz ministério

A SPE atualizou dados sobre os gastos para conter a pandemia: já somam R$ 505,4 bilhões; o país deve fechar o ano com um déficit fiscal equivalente a 11% do PIB

18/08/2020


Imagem meramente ilustrativa

A economia brasileira deve registrar queda de 8% a 10% no segundo trimestre, segundo a projeção divulgada nesta terça-feira (18) pelo Ministério da Economia. Os dados refletem o reflexo da crise do novo coronavírus sobre o Produto Interno Bruto (PIB).

No primeiro trimestre, o recuo no PIB foi de 1,5% e foi impactado apenas pelos efeitos iniciais da pandemia. O IBGE divulga o resultado do PIB para o segundo trimestre no dia 1º de setembro.

No documento, a Secretaria de Política Econômica (SPE) também atualizou dados sobre os gastos públicos para conter a pandemia de Covid-19. Segundo o relatório, as despesas somam, até agora, R$ 505,4 bilhões, o que deve levar o país a fechar o ano com um déficit fiscal de cerca de R$ 800 bilhões, equivalente a 11% do PIB.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.