Economia

‘Pior já ficou para trás’, diz presidente do BC sobre retomada econômica

Para Campos Neto o início da volta do crescimento tem sido de uma forma “até relativamente acelerada”

07/07/2020


Roberto Campos Neto

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirma que a queda na economia em 2020 deve ser menor do que a redução de 6,4%, projetada pelo BC no fim de junho.

“Nós soltamos nosso último número de crescimento no relatório de inflação que foi 6,4% de queda no PIB, mas enfatizamos que nós agora entendemos que a assimetria é para o outro lado. É mais provável que seja melhor do que isso e os dados recentes corroboram com essa visão.”, disse Campos Neto em uma entrevista para o Jornal da Record veiculada ontem (6).

Para o presidente do BC, dados econômicos como de arrecadação de impostos e de tráfego e consumo de energia, mostram que o pior ficou para trás.

“Esses dados corroboram com a visão de que o pior já ficou para trás e a gente vai ter um crescimento melhor. Esse início da volta do crescimento tem sido de uma forma até relativamente acelerada. Obviamente a base é baixa, porque a queda foi grande, mas a gente começa a ver que essa primeira fase da recuperação tem sido o que os economistas chamam de V, tem sido uma recuperação mais forte.”, explicou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.