Nordeste

“Plano de Empregos é a resposta maranhense às dificuldades econômicas que o Brasil atravessa”, diz Flávio Dino

Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, lançado pelo Governo do Maranhão tem previsão de novos investimentos de R$ 558 milhões

05/10/2020


Na imagem o governador do Maranhão, Flávio Dino

Revista Nordeste

Com previsão de novos investimentos de R$ 558 milhões entre agosto e dezembro deste ano, o Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, lançado pelo Governo do Maranhão, já executou o momento R$ 221 milhões em obras de infraestrutura por todo o Estado.

O objetivo do plano é gerar emprego e renda neste momento de dificuldades econômicas que o Brasil vive. “O Plano Emergencial de Empregos Celso Furtado é a resposta maranhense às dificuldades econômicas que o Brasil atravessa”, afirmou o governador Flávio Dino.

O plano executa ações e várias obras, “visando, sobretudo, ativar a economia, oportunidades para as nossas empresas, geração de empregos, movimentação do comércio e do serviço. Para que possamos, com isso, combater os efeitos recessivos em nível nacional”, afirmou o governador.

Ele lembrou que a crise econômica nacional veio antes da pandemia do coronavírus. “No ano passado, antes do coronavírus, o Brasil teve crescimento de 1%, mostrando que já havia debilidade econômica. E, agora, com esse cenário sanitário, essas debilidades ficaram mais evidentes ainda.”

O plano

Construção de rodovias faz parte do PEE. Foto: Divulgação

O PEE é um conjunto de investimentos, obras e compras públicas do Governo do Maranhão entre agosto e dezembro deste ano para aquecer a economia e gerar empregos.

As empresas que executam as obras do governo estadual continuam as responsáveis por oferecer os empregos. Com os investimentos e as compras feitas pelo governo estadual, o objetivo é que isso crie mais empregos até o fim do ano.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.