Brasil

PMDB-PI diz que Marcelo vai reunir partido e debater apoio a Dilma

07/10/2014


O presidente do PMDB no Piauí, Marcelo Castro, vai reunir o partido esta semana para definir sobre o apoio para a campanha presidencial neste segundo turno. A legenda estaria dividida. A informação é do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB). No primeiro turno, com a candidatura de Sílvio Mendes (PSDB) a vice-governador, o partido de Zé Filho estava no Piauí apoiando Aécio Neves (PSDB).

Porém, com o novo cenário, é difícil que o partido não anuncie o apoio à presidente, tido como natural até mesmo por conta do vice Michel Temer (PMDB).

Themístocles disse ainda que o PMDB jogou limpo e que inclusive ajudaram na campanha de Dilma. "Nós ajudamos a presidente Dilma a nível nacional. Aqui no Piauí, o presidente do partido vai reunir todos os membros e aí decidiremos sobre quem apoiar neste segundo turno", finaliza.

Sobre a derrota de Zé Filho (PMDB) e Wilson Martins (PSB), o presidente da Alepi afirmou que já era um resultado esperado. Segundo ele, nenhum político vai até a televisão e declara que será derrotado.

"Nós já sabíamos como seria esta eleição do Zé Filho e do Wilson Martins, as pesquisas já apontavam o resultado, eles já sabiam que não venceriam. Todos sabíamos que o Elmano teria mais de 100 mil votos em Teresina sobre o Wilson, mas não poderíamos ir na TV e dizer que perderíamos", disse.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.