Brasil

PMDB,PTB e PT devem protagonizar disputa à presidência da Assembleia

Piauí

29/10/2014


Com o fim das eleições presidenciais no último domingo (26/10), outra eleição vem por aí e que já vem ganhando espaço nos bastidores da política: a eleição do novo presidente da Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi), que acontecerá no dia 12 de fevereiro do próximo ano.

Embora na Assembleia, os deputados ainda não queiram comentar sobre quem deve disputar a vaga, a imprensa e alguns partidários já começam a ventilar nomes que se encaixariam no perfil e têm chances reais diante do cenário que se tem para 2015.

O deputado estadual, Fernando Monteiro (PTB) é um dos nomes que é cotado para disputar a vaga pelo fato dele ser o parlamentar que tem mais mandato no Legislativo, compor a segunda maior bancada e ainda ter uma boa relação com a grande maioria dos deputados daquele poder. Assim como Fernando Monteiro, o deputado Hélio Isaías, nos bastidores, também tem sido colocado como um bom nome para a disputa, já que ele também é do PTB e não tem arestas com os parlamentares.

O deputado Fábio Novo (PT) também já foi citado há alguns dias atrás, mas a expectativa agora é que ele assuma a Coordenadoria de Comunicação do Estado, já que ele é jornalista formado.

Segundo o deputado Hélio Isaías é muito cedo para falar sobre a disputa, já que W. Dais ainda articula e tem a intenção de ter uma base maior no poder estadual, pois apenas 10 deputados da sua coligação foram eleitos, o que pode vir a inviabilizar a eleição para a presidência de algum membro e dificultar na governabilidade. “Wellington ainda vai montar sua bancada aqui na Casa, depois é que vamos pensar na eleição”.

Quando indagado sobre o seu interesse em disputar a presidência, Hélio afirma que é vontade dele e de todos os deputados um dia ser o presidente, mas que a coligação precisa conversar após uma possível ampliação da bancada, para depois escolher o melhor nome.

Do lado da atual base governista e que deve se tornar oposição em 2015, o deputado Themístocles Filho (PMDB) deve disputar a reeleição, como ele mesmo já manifestou esse interesse em entrevistas ao veículos de comunicação. É importante lembrar que Themístocles apoiou a reeleição da presidenta Dilma, fato que pode contribuir para a sua aproximação com W. Dias e apoio a sua candidatura.

Os nomes estão colocados, agora é aguardar para que se oficialize a disputa.

 

(Do 180 graus)


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.