Pernambuco

Polícia apreende quase R$ 1 milhão de procedência suspeita

10/10/2014


A polícia apreendeu quase R$ 1 milhão, em cédulas, em dois carros, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife. Dois homens foram presos. A polícia suspeita que o dinheiro seria utilizado para comprar drogas. O caso foi apresentado nesta sexta-feira (10), na sede da Polícia Civil, na capital, mas ocorreu na quinta-feira (9). Segundo o Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), essa é a maior apreensão de dinheiro já feita no estado pela polícia.


A informação inicial da investigação é de que haveria uma entrega de drogas em um estabelecimento comercial no bairro da Tamarineira. As equipes sabiam que se tratava de uma caminhonete Hillux e um automóvel do tipo Corolla. Durante a vigília, a polícia avistou a Hillux, que estava com aproximadamente R$ 810 mil.
Os dois suspeitos foram encaminhados para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Um deles, que é pernambucano e estaria morando em Goiás, afirmou que o dinheiro era proveniente da venda de 780 cabeças de gado em Fortaleza, no Ceará e que estava a caminho de Goiás. “Quando foi encontrado esse numerário no veículo, ele ofereceu uma quantidade para os policiais R$ 200 mil e foi autuado em flagrante por corrupção ativa”, explica a delegada Maria Antonieta Calado. O homem não apresentou nenhum recibo referente a venda ou comércio dos animais.


De acordo com o gestor do Departamento de Combate ao Narcotráfico (Denarc), Sérgio Ricardo, esse homem já era investigado por tráfico desde 2009. “Existem informes de que ele está envolvido em tráfico de drogas internacional. A inteligência recebeu esse informe de que seria uma grande negociação de tráfico de drogas. As investigações vão descobrir se era na Bolívia, Peru ou Paraguai onde ele buscaria. De lá ia trazer cerca de R$ 3 milhões de pasta base ou cocaína.”, detalha o gestor, ressaltando que foi encontrado dinheiro boliviano com ele.


Enquanto era feita a abordagem, o Corolla se aproximou e a polícia encontrou com o homem cerca de R$ 130 mil. “Ele disse que esse dinheiro seria referente à venda de um terreno na cidade de Capoeiras, em Pernambuco, mas não apresentou nenhum recibo ou escritura”, destaca a delegada Maria Antonieta.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.