Bahia

Presidente do grupo Gay, Marcelo Cerqueira  é o novo coordenador do Centro Municipal LGBT

Fotos: Valter Pontes/Secom

O presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, é o novo coordenador do Centro Municipal de Referência LGBT, vinculado à Secretaria Municipal da Reparação (Semur). Cerqueira, que assume a função nesta segunda-feira (3), substitui Vida Bruno, falecido em abril passado e que foi coordenador da instituição desde a criação, em 2016. Inclusive, o Centro levará o nome de Bruno, em homenagem.

 

Para Cerqueira, que participou do projeto de elaboração do Centro LGBT, é uma honra poder colaborar com uma ação que representa a vontade política da administração municipal em combater o preconceito e a discriminação com este público. A intenção é promover, em conjunto com o Executivo, por meio da Semur, uma gestão que envolva a integração com outros órgãos municipais, ação que contribuirá para o desenvolvimento do Centro.

 

“Salvador é uma grande metrópole da alegria. Salvador, que salva a dor, não pode ser desigual para a população, incluindo os homossexuais”, pontuou.

 

Estrutura – O Centro Municipal de Referência LGBT, situado na Avenida Oceânica, 3731, no Rio Vermelho, oferece serviços como atendimento psicossocial, orientação e encaminhamento jurídico em casos que envolvam violência contra lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Também é realizado um trabalho de inserção do cidadão no mercado de trabalho, de forma a expurgar estigmas e proporcionar a própria inclusão do LGBT na sociedade, como cursos de capacitação e orientação voltada à geração de renda e formação empreendedora, além de apresentações dentro dos órgãos municipais, através do Programa de Combate a LGBTfobia Institucional.

 

O local possui uma equipe multidisciplinar, composta por advogado, psicólogo, assistente social e apoio técnico e administrativo. A estrutura física possui recepção, salas de administração, atendimento, salão multiuso, espaço para realização de atividades do Comitê Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais de Salvador, copa e almoxarifado, além de sanitários masculinos e femininos, com os devidos padrões de acessibilidade.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp