Nordeste

Procurador diz que propagação de fake news envolvendo governador da Paraíba na Calvário será investigada

27/10/2020


Fábio Andrade, procurador-Geral do Estado da Paraíba

Revista Nordeste

O procurador-geral do Estado, Fábio Andrade, declarou nesta terça-feira (27), que será investigada a propagação de fake news envolvendo o governador João Azevêdo (Cidadania) na última fase da Operação Calvário, deflagrada hoje. Veículos de mídia nacional foram os responsáveis pela disseminação da informação.

“Isso será analisado. É importante que as pessoas que lidam com a comunicação no Estado não divulguem esse fato sobretudo sem dar ares que não são verdadeiros e que poderão implicar em responsabilização daqueles que assim fizerem. O próprio delegado da Polícia Federal e o coordenador do Gaeco se manifestaram que o governador e o Governo não foram alvo dessa Operação. Quem continuar espalhando estará cometendo fake news”, disse à Arapuan fm.

Andrade ressaltou que a atual fase da Calvário tem como alvo o conselheiro do Arthur Cunha Lima e não chegou ao Governo do Estado.

“Lamentavelmente alguma divulgação feita colocando o nome do governador é equivocada. A fase atual é especificamente para tratar da questão relacionada ao conselheiro Arthur Cunha Lima. Infelizmente, o governador teve o nome colocado de forma indevida e descabida. Ele não foi alvo de nenhuma medida determinada pelo STJ e tampouco o governo”, destacou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.