Nordeste

Renan Filho anuncia mudança de fases do distanciamento social controlado em Alagoas

O decreto com as novas bandeiras deve ser publicado ainda nesta noite, mas as novas fases só começam a valer a partir de segunda-feira (17)

11/08/2020


Na imagem o governador de Alagoas, Renan Filho

O governador Renan Filho (MDB), em entrevista coletiva online na noite desta terça-feira (11), anunciou mais uma mudança de fases do distanciamento social controlado em Alagoas. Maceió sai da fase amarela e passa para a fase azul. As cidades do médio e alto Sertão alagoano permanecem na fase laranja e as demais regiões avançam para a fase amarela.

“Há avanços, mas há também a necessidade de seguirmos vigilantes, seguirmos cumprindo nosso papel, para a gente avançar”, alertou.

O decreto com as novas bandeiras deve ser publicado ainda nesta noite, mas as novas fases só começam a valer a partir de segunda-feira (17). O governador explicou que as mudanças têm como base os números das semanas epidemiológicas que foram registrados desde o início da pandemia.

Os segmentos culturais, que estavam previstos na fase azul, foram retirados dela e agora só terão permissão para voltar a funcionar na fase seguinte, a verde.

“O governo vai retirá-los da área azul e postergá-los para somente serem reabertos na fase verde. São eles: cinemas, museus e teatros. A saúde pública e o governo do estado entendem que, mesmo Maceió indo pra fase azul, ainda não é momento de abrir esses equipamentos”, esclareceu Renan Filho.

Ainda na coletiva, o governador chamou atenção da população para que continue adotando as medidas de segurança necessárias.

“É fundamental que a gente siga colaborando com as medidas de distanciamento social, com o uso da máscara e com as medidas de higiene pessoal, especialmente lavar as mãos quantas vezes puder durante o dia e, quem puder, ficar em casa”, reforçou o governador.
Ele alertou ainda para a possibilidade de retroceder alguma das fases caso os números voltem a subir.

“Se a gente relaxar, relaxar na nossa proteção individual, relaxar na proteção da nossa família, do nosso bairro, da nossa cidade, as coisas em Alagoas podem voltar a piorar”, disse.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.