Brasil

Rui Costa apela para postura proativa da ANVISA no trato da Sputinik e envia novos pareceres cientificos pró vacina

Por Walter Santos

O governador da Bahia, Rui Costa, voltou a insistir na necessidade urgente da ANVISA reexaminar sua análise em torno da vacina Sputinik ao enviar ainda à agência diversos pareceres cientificos de países, como da Argentina, assim como do Instituto Gamaleya atestando a eficácia da vacina russa, inclusive já aplicada em 62 países no mundo.

– Cremos que é chegada a hora da ANVISA dentro dos seus conceitos e padrão científico agir com proatividade diante da urgência que a Bahia e os estados do Nordeste aguardam da agência para efetivamente aplicar e salvar vidas diante do grave problema gerado pelo vírus- argumentou ele em entrevista na Globonews nesta dexta-feira.

Rui Costa se disse preocupado com o conflito de informações sobre a presença física de técnicos da ANVISA em Moscou para visita ao Instituto mas que não aconteceu porque o Gamaleya, segundo argumentou, não teve pedido formal da agência para ter acesso ao ambiente do laboratório russo.

– Nós, do Consórcio Nordeste, dispunhamos de dois técnicos cientificos na comitiva e estranhamos porque nenhuma instância diplomática, inclusive a Embaixada brasileira, foi acionada pelos técnicos da ANVISA para facilitar no acesso ao instituto – frisou.

O governador lembrou que diferentemente de diversos países europeus que suspenderam a aplicação da vacina Astrazenica por registro de efeitos em alguns pacientes, no Brasil a ANVISA manteve a aplicação da vacina.

– Não cabe num momento de extrema necessidade de vacinação convivermos com dois pesos e duas medidas – afirmou ele confirmando que os governadores solicitaram formalmente dados da ANVISA para a manutenção de impedimento do uso da Sputinik.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp