Nordeste

Sem Paulo Câmara e com aliados, Bolsonaro inaugura obra no Pajeú e elogia a hidroxicloroquina

Bolsonaro participa da abertura da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, no sertão do Estado

01/10/2020


Na imagem o presidente Jair Bolsonaro durante discurso no Pernambuco

Revista Nordeste

O presidente Jair Bolsonaro não convidou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), para a inauguração de obras hídricas no Estado, nesta quinta-feira (1°). Câmara sequer recebeu comunicado de que o presidente estaria cumprindo agenda em Pernambuco.

Bolsonaro participa da abertura da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, no sertão do Estado. Em seguida, o presidente segue para Sertânia, ainda em Pernambuco, para conferir obras da transposição do Rio São Francisco.

Esta é segunda vez que Bolsonaro vai a Pernambuco. Em maio de 2019, o presidente se reuniu com todos os governadores do Nordeste para encontro da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Sobre a visita

Bolsonaro da inauguração da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, São José do Egito, no Sertão de Pernambuco. Após ser afagado pelos discursos de autoridades do Estado, como o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), Bolsonaro falou diante de apoiadores e ressaltou a importância da água para o povo nordestino.

“A questão da agua é vital para todos nós. E, no semblante do nordestino, quando chega águ,a parece que ganhou ele na Mega- Senha. E ganhou sim”, disse Bolsonaro. “Eu queria também prestar uma homenagem a José Dantas, herói da Segunda Guerra Mundial, que está ao meu lado. Muitos ficaram pelo caminho na luta pela liberdade. Eu nunca abrirei mão que meu povo tenha liberdade e tenha democacia. Quem disse que eu ia fazer o contrário, deve estar decepcionado”, emendou.

Bolsonaro também fez propaganda da hidroxicloroquina. “Não esqueceremos os mais humildes. Muitos politicos quiseram fechar tudo (por conta do coronavírus). Eu disse: Não precisa fechar nada. Temos de cuidar dos nossos idosos, mas precisamos deixar o povo trabalhar. Deus foi tão bom que nos deu a hidroxicoloquina. Eu não sou Deus, mas sou ousado, como um caba da peste nordestido”, falou.

Esta é a segunda visita de Bolsonaro como presidente a Pernambuco. A primeira vez que ele desembarcou no Estado foi em maio de 2019. Na oportunidade, o presidente paricipou de uma reunião com governadores do Nordeste, no Recife. Na época, Bolsonaro chegou a ir a Petrolina, no Sertão, para inaugurar uma obra habitacional.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.