Nordeste

Todas as capitais do Nordeste estão com mais de 90% dos leitos de UTIs ocupados

Pelo menos 21 capitais brasileiras apresentam mais de 90% dos leitos públicos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ocupados com casos críticos da doença. Todas as capitais do Nodeste estão dentro deste cenário.

Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO) estão com lotação máxima nos leitos. Os hospitais do Mato Grosso do Sul estão com 106% de ocupação e, em consequência, parte dos infectados ficaram sem atendimento na UTI. O levantamento foi publicado pelo jornal Folha de S.Paulo.

A capital do Acre continua com todos os seus leitos ocupados e nove pacientes estão à espera de transferências para outros hospitais. As duas unidades voltadas para o Covid-19 na cidade estão com suas UTIs cheias. Uma delas teve 130% de ocupação na última semana.

A pesquisa mostrou que somente duas capitais brasileiras têm uma taxa menor de 80% de ocupação: Manaus (77%) e Boa Vista (48%).

As duas principais capitais do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, estão com 90% e 93% dos leitos ocupados, respectivamente.

Números catastróficos

Nessa terça-feira (6), dados oficiais apontaram que, nas 24 horas anteriores, o Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19, batendo pela primeira vez a trágica marca de 4 mil óbitos anotados em um só dia.

De acordo com a plataforma Worldometers, que disponibiliza números globais sobre a pandemia, o Brasil registrou, até esta quarta-feira (7), o segundo lugar em número de infectados (13,1 milhões), atrás apenas dos Estados Unidos (31,5 milhões).

O governo brasileiro também contabilizou, até o momento, a segunda maior quantidade de mortes provocadas pela Covid-19 (337 mil). Nessas estatísticas os EUA anotaram 570 mortes.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp