Brasil

Um dia após estar em R$ 2,50, dólar tem maior queda em quase um ano

25/10/2014


Um dia depois de atingir o maior valor em nove anos, o dólar comercial caiu 2,26% e fechou a última sessão antes do segundo turno das eleições presidenciais vendido a R$ 2,457. A queda, de quase R$ 0,06, foi o maior recuo diário em 11 meses. Mesmo com a queda de hoje (24), a cotação encerrou a semana com alta de 1,01%. O dólar acumula valorização de 0,37% no mês e de 4,22% no ano.

Fatores internos, como a corrida eleitoral, e externos têm pressionado o câmbio nas últimas semanas. Em setembro, o Banco Central dos Estados Unidos reduziu mais um pouco os estímulos à economia do país. A decisão valorizou a moeda norte-americana e fez com que o dólar iniciasse uma escalada.

De acordo com analistas, o pessimismo no mercado financeiro internacional aumentou depois que o Fundo Monetário Internacional (FMI) diminuiu a previsão de crescimento da economia global para este ano. Em relação ao Brasil, o órgão revisou, de 1,3% para 0,3%, a estimativa para o Produto Interno Bruto em 2014.

A sessão foi de alta no mercado de ações depois de perdas sucessivas. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou a sexta-feira com alta de 2,42%. Com o desempenho, o índice voltou a registrar ganhos no ano, com alta acumulada de 0,8%.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.