Nordeste

VÍDEO: Wellington Dias comemora pedido de autorização de vacina à Anvisa e diz que AstraZeneca vai entregar 50 milhões de doses até abril

Revista Nordeste – O presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias, comemorou o pedido de autorização de uso emergencial da vacina encaminhado pela AstraZeneca, produzida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Representantes da Fiocruz, da Anvisa e da AstraZeneca estiveram reunidos com o governador e confirmaram a entrega de dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ainda em janeiro. Durante o encontro, foi apresentado o conjunto da documentação, com destaque para informações sobre o processo de produção da vacina pelo Instituto Serum, na Índia.

“Hoje é um dia que temos que comemorar. Uma esperança de termos nos próximos 10 dias a condição de um cronograma dentro do Plano Nacional de Imunização. É importante agora todos os esforços de todas as autoridades para esse cronograma, para que possamos garantir que todos os estados e municípios, ao mesmo tempo, seguindo o protocolo de vacinação das pessoas no grupo de maior risco. Com isso, podemos diminuir a pressão sobre os leitos de hospitais e óbitos na casa dos 70%. “, disse.

Já a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, teve 78% de eficácia para casos leves no estudo realizado no Brasil. Já em relação aos casos graves, moderados e internações dos voluntários que foram contaminados, o imunizante garantiu 100% de eficácia. Ela foi mais uma que deu entrada no pedido à Anvisa.

Cronograma
Wellington Dias afirmou terá uma reunião, na próxima segunda-feira (11), para discutir a elaboração de um cronograma de vacinação. “A Anvisa, por essa sistemática, tem o prazo de 10 dias, entre 8 a 18 de janeiro, para se pronunciar e esperamos pela validação dessas vacinas, considerando a segurança e eficácia já demonstradas pelas avaliações de outras agências reguladoras internacionais”, disse.

“Com isso, teremos condições de iniciar imediatamente vacinação no Brasil, portanto, é real a possibilidade da distribuição para todo o território nacional em 21 de janeiro. Os governadores dos estados estão prontos, bem como os municípios como parceiros para a aplicação da vacina. Por isso, estamos buscando agora acertar o passo. A ideia é que, na segunda-feira, na reunião com as autoridades de diferentes áreas, possamos ter o cronograma para vacinação no Brasil, claro, com muita responsabilidade, mas também com a urgência e agilidade que a situação exige”, frisou Dias.

“Hoje é um dia que temos que comemorar. Uma esperança de termos nos próximos 10 dias a condição de um cronograma dentro do Plano Nacional de Imunização. É importante agora todos os esforços de todas as autoridades para esse cronograma, para que possamos garantir que todos os estados e municípios, ao mesmo tempo, seguindo o protocolo de vacinação das pessoas no grupo de maior risco”, disse.

De acordo com o cronograma previsto pela Fiocruz, a expectativa de produção é de 50 milhões de doses até o mês de abril. “O que acertamos foi para que tenhamos algo como 50 milhões de doses para o Ministério da Saúde, destinado ao Plano Nacional de Imunização, até o mês de abril. Também deixamos como pedido dos governadores do Brasil para que a AstraZeneca possa ampliar a produção das doses, alcançando capacidade plena da Fiocruz, que pode chegar a 30 milhões de doses de vacina por mês, isso permitirá que o Brasil tenha um processo de imunização mais célere, incluindo a possibilidade de atender a outros países que precisam também da vacina”, disse Wellington.

ASSISTA:

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você