Brasil

Wellington Dias denuncia redução no cronograma de vacinas pelo Ministério da Saúde e pede mais imunizante para ‘evitar tragédia maior’

O governador do Piauí, Wellington Dias, criticou uma nova uma redução no cronograma de entrega de vacinas para o mês de junho em cerca de 8,4 milhões de doses. Ele comentou a ação dos líderes do país para a chegada de mais vacinas junto aos Estados Unidos, ONU e Anvisa.

O Fórum Nacional de Governadores encaminhou um pedido de mais vacinas ao presidente Joe Biden, solicitou à Organização Mundial de Saúde (OMS) que priorize o Brasil com cronograma de entrega de mais vacinas, e pediu à Anvisa a liberação da vacina Sputnik V.

Leia a posição de Dias:

‘No momento em que o Brasil tem o risco de uma nova onda do coronavírus, e mais com a maioria dos estados com os hospitais lotados de pacientes, nós tivemos o anúncio por parte do ministério da saúde de uma redução no cronograma de entrega de vacinas para o mês de junho em cerca de 8,4 milhões de doses. O que isso nos impõe ? A necessidade da união dos líderes do Brasil, independente da política, uma união para que possamos conseguir mais vacinas. Foi por isso, que pelo Forum Nacional de Governadores encaminhamos um pedido de mais vacinas dos EUA ao presidente Joe Biden. Por isso, que solicitamos a organização mundial de saúde – OMS, que priorize o Brasil com cronograma de entrega de mais vacinas. Ao mesmo tempo, com a China para que a gente tenha mais 30 milhões de doses nas entregas ao Brasil, e ainda, a Sputnik V que está na Anvisa, e temos a esperança de aprovação esta semana. Para que ? Para evitar uma tragédia maior. Temos uma perspectiva de até 200 mil óbitos até agosto, e podemos reduzir. Como ? Com mais vacina.

Wellington Dias

. Governador do Piauí
. Presidente do Consorcio Nordeste
. Coordenador da temática de vacina contra a Covid no Forum Nacional de Governadores.’


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp