Ceará

Polícia solicita bloqueio de mais de R$ 25 milhões do patrimônio de suspeitos de fraude em prefeituras no Ceará

Empresas alvos da operação possuem contratos de cerca de R$ 160 milhões, referentes aos anos de 2015 a 2021, para várias prefeituras no Estado.

A Polícia Civil solicitou o bloqueio de mais de R$ 25 milhões do patrimônio dos suspeitos de participar de um esquema de fraude em licitação e contratos públicos em prefeituras do Ceará. A operação, realizada nesta quarta-feira (6), resultou em três pessoas presas e sete mandados de busca e apreensão cumpridos.

Entre o patrimônio dos suspeitos estão R$ 20 milhões de ativos financeiros nas contas dos investigados, além do sequestro de cerca de R$ 5 milhões em bens, como 20 veículos, a maioria ônibus, e imóveis.

O esquema envolvia empresas que prestam serviços e locações para várias prefeituras no Ceará, principalmente em Nova Russas e em Tamboril. As empresas alvos da operação possuem contratos de cerca de R$ 160 milhões, referentes aos anos de 2015 a 2021.

Esquema criminoso tinha apoio de servidores das prefeituras

Conforme a polícia, a investigação aponta indícios de que as empresas são administradas pelas mesmas pessoas, que conseguem contratar o poder público mediante o apoio de servidores das próprias prefeituras, o que resultava na indevida vantagem econômica em benefício dos envolvidos no esquema criminoso e prejuízo ao poder público.

A “Operação Clavus” cumpriu os mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em Fortaleza, além nos municípios de Maracanaú, Massapê, Nova Russas, Tamboril e Sobral.

A ação é coordenada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Decor). Ao todo, 50 policiais civis participam das investigações.

 

*G1CE


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp