Pernambuco

Especialista ensina como empresário pode potencializar seu crédito no banco

Por Fernando Castilho

Quanto melhor direcionar seu objetivo de crédito, maior o potencial de conseguir uma linha com boa estrutura para atender as necessidades e características do negócio.

Luiz Falbo Di Cavalcanti CEO da startup de marketplace reverso de crédito Kalea – FOTO: Divulgação

Quando as empresas decidem ir ao banco tomar recursos normalmente tem em comum dois objetivos: Financiar investimentos (ampliação, expansão, modernização, relocalização, etc.) ou reforçar seu Capital de Giro para a melhor gestão do Fluxo de Caixa.

Mas na hora de conversar com o banco o empresário sempre observa que instituições financeiras, especificamente as que podem emprestar o dinheiro, costumam tratar o cliente como um “peso”, muito em função da burocracia e das  altas taxas às quais as empresas se submetem.

O consultor e fundador da Kalea, uma startup de marketplace reverso de crédito, Luiz Falbo Di Cavalcanti, esclarece que essa relação pode ser muito mais  produtiva.

Na gestão financeira das empresas, diz Falbo, a boa administração do fluxo de caixa se dá numa relação diretamente proporcional à pró-atividade dogestor em relação aos diversos aspectos que compõem sua área de atuação na tesouraria, contas a pagar, contas a receber, planejamento e crédito.

Então, prossegue Falbo, o crédito e as relações com instituições financeiras, podem ter mais resultados se forem observados algumas atitudes de modo a  reduzir o trabalho e a “chatice” da burocracia.

Por exemplo: é comum se usar um conceito de que “banco só empresta para  quem não precisa”?

 

Não é verdade. O crédito é um “processo”. Não adianta pensar em crédito somente no momento que a empresa necessita e então correr atrás… é importante trabalhar adequadamente as informações e dados da empresa. Então a primeira atitude é manter os dados do banco mais atualizados possíveis  e de preferência organizados e sempre à mão.

Outra atitude importante adverte Falbo. É estratégico identificar a linha de crédito   que atende o objetivo específico da empresa. Linhas de Capital de Giro, para ajudá-lo  a administrar o fluxo de caixa, tendem a ter estrutura de taxa/prazo/garantia diferentes de linhas para aquisição de veículos, equipamentos, etc.

“Isso tem um objetivo bem claro: Quanto melhor direcionar seu objetivo de crédito, maior o potencial de conseguir uma linha com boa estrutura para atender as necessidades e características do negócio. Essa segurança, faz toda diferença na hora na negociação, adverte o consultor financeiro.

Finalmente, o empresário precisa estar antenado com as mudanças que vêm ocorrendo no mercado financeiro, onde as novas tecnologias facilitam o trabalho burocrático através da digitalização, e promovem a competitividade e o acesso à                vários agentes financeiros através de uma única estrutura.

A nossa companhia, a KALEA, vêm trazendo modelos inovadores, que mudam o formato de relacionamento com as instituições financeiras, empoderam as empresas.

Em todo caso é importante que o empresário tenha sempre presente que crédito como uma bóia de salvação e que não adianta o empresário na hora em que está  ‘enforcado’. O banco sempre quer ver você como um parceiro. Ele quer participar do seu sucesso, conclui o consultor.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp