Ceará

A colheita distribuída nesta terça-feira (8) fornece alface, coentro e couve.

O projeto Hortas Sociais doa, com a colheita desta terça-feira (8), 270 kg de alface, 190 kg de coentro e 50 kg de couve — totalizando 510 kg. Ao todo, sete entidades que atendem o público idoso em Fortaleza vão ser beneficiadas. A ação é articulada pela Coordenadoria de Políticas Públicas Para Pessoa Idosa, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS).

As instituições beneficiadas são:

  • Instituto Mulheres em Ação
  • Movimento Gota Solidária
  • Abrigo Olavo Bilac
  • Lar Torres de Melo
  • Lar Santa Bárbara
  • Recanto Sagrado Coração
  • Associação Regional da Caridade São Vicente de Paulo.

 

A prefeitura explica que as doações têm contribuído para a garantia da segurança alimentar dos idosos, principalmente durante a pandemia de Covid-19. Durante o ano de 2021, já foram beneficiadas 53 entidades, com a distribuição de 4,497 toneladas de alimentos.

O governo municipal também garante que, como tem ocorrido ao longo da pandemia, são cumpridos todos os protocolos de segurança, além da desinfecção dos carros das entidades e de colaboradores do projeto.

Nas Hortas Sociais são cultivadas hortaliças 100% orgânicas, em três estufas (duas no Conjunto Ceará e uma na Granja Portugal), de 750 metros quadrados cada, com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril).

 

Horta Social

O projeto faz parte do Programa Fortaleza Cidade Amiga do Idoso e tem contribuído para melhorar a vida de milhares de pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social, ao mesmo tempo em que incentiva a agricultura urbana, conforme a Prefeitura de Fortaleza.

A atividade tem o objetivo de promover a garantia de segurança alimentar, incentivar a agricultura familiar urbana e estimular o convívio social de famílias de idosos em situação de vulnerabilidade social, por meio da produção de hortaliças como couve manteiga, coentro, alface americana e crespa, além de pimentinha de cheiro, tomate cereja, pimentão vermelho, pimentão verde e pimentão amarelo.

Para garantir a segurança dos idosos inseridos no projeto e evitar aglomeração nas unidades das hortas, as atividades presenciais estão suspensas desde março de 2020. Com isso, a estratégia da coordenação do projeto foi doar as hortaliças para entidades beneficentes.

 

*G1CE


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp