Brasil

Adriano Pires desiste de presidir a Petrobrás

O economista e lobista, segundo relatórios da diretoria de conformidade da Petrobrás, teria “conflitos demais” se assumisse a presidência da empresa

247 – O economista e lobista Adriano Pires desistiu de ser presidente da Petrobrás, informa Malu Gaspar, do jornal O Globo, nesta segunda-feira (4). A decisão foi comunicada ao Palácio do Planalto. Ele havia sido indicado por Jair Bolsonaro (PL) para assumir o cargo em 28 de março.

O motivo da desistência, segundo a colunista, são os conflitos de interesse que ele enfrentaria na Petrobrás. Pires tem há mais de 20 anos uma empresa, o CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura), que presta consultoria a multinacionais de petróleo, gás e energia

Entre os clientes de Pires está o empresário e sócio de distribuidoras de gás Carlos Suarez, que é também amigo de décadas de Rodolfo Landim, que foi indicado para presidir o conselho da Petrobrás e também desistiu.

Relatórios da diretoria de conformidade da Petrobrás sobre o histórico de Adriano Pires assustaram até mesmo o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e técnicos da Corregedoria Geral da União. A conclusão é de que ele teria “conflitos demais” se assumisse a presidência da empresa.

*brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp