Pernambuco

Agência Nacional de Petróleo realizará leilão que terá impacto ambiental em Fernando de Noronha

O próximo leilão de exploração marítima de petróleo, marcado para o dia 7 de outubro, inclui, entre as suas 92 ofertas, alguns blocos com impacto ambiental direto e sobreposição a algumas das regiões mais sensíveis e importantes do ecossistema de recifes do Brasil.

 

O local é chamado “Cadeia de Fernando de Noronha”, região que envolve a sequência de montes submarinos que se conectam no litoral e que formam o arquipélago de Fernando Noronha e a reserva biológica Atol das Rocas, uma região de biodiversidade única, com reconhecimento internacional devido à riqueza de seu ecossistema, uma área de preservação integral fundamental para manter a subsistência de todas as atividades de pesca e turismo.

 

O arquipélago de Fernando de Noronha e o Atol das Rocas foram reconhecidos em 2001 como Patrimônio Natural Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura, informa O Estado de S.Paulo.

PUBLICIDADE

 

A reportagem aponta os riscos ambientais e os prejuízos que a atividade petroleira pode acarretar para milhares de pessoas que vivem da pesca e do turismo nessas regiões.

com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp