BRASIL

Anitta faz alerta sobre PEC 9 e repercute fala da deputada Talíria Petrone sobre o tema

Não é de hoje que Anitta se posiciona politicamente e faz alertas sobre pautas políticas importantes. A artista voltou a enfrentar hoje o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL), sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 09/2023.

 

 

“Essa PEC visa perdoar a multa dos partidos que não colocam a porcentagem exigida de mulheres, negros e indígenas em seu partido para candidatura. O único partido que não está interessado nessa PEC é o PSOL”, garante Anitta em sua rede social.

 

A PEC 9 viola os avanços nas políticas de inclusão das minorias brasileiras. Para endossar o alerta, Anitta repercutiu a fala da deputada federal Talíria Petrone (PSOL/RJ) – que tem um histórico de luta por mais representatividade das mulheres, negros e indígenas nos espaços de poder – sobre o tema.

 

 

“Arthur Lira passou de todos os limites. É mais um ataque à mulher. Depois de tentar avançar com o PL 1904, que tenta obrigar meninas e mulheres estupradas a levar adiante uma gravidez fruto de violência, ele pautou a PEC 9. Já temos uma sub-representação de mulheres na política. Isso deixa a democracia torta e é também um ataque ao Supremo”, afirma a deputada.

 

Apesar de 27% da população ser declaradamente de mulheres negras, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse grupo representa apenas 2% do Congresso Nacional e são menos de 1% na Câmara dos Deputados.

 

A deputada Talíria Petrone se encontra dentro dessa porcentagem irrisória. Esse ano, a parlamentar vem como pré-candidata a prefeita de sua cidade, Niterói. O município nunca foi governado por uma mulher.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp