Nordeste

Antônia Fontenelle se torna ré por crime de preconceito após usar termo ‘paraibada’

A atriz Antônia Fontenelle virou ré pelo crime de preconceito após comentários xenofóbicos sobre o DJ Ivis, que aparece em vídeos agredindo a ex-mulher, Pamela Hollanda.

 

Fontenelle foi indiciada pela Polícia Civil da Paraíba há 8 meses, quando a atriz fez um comentário xenofóbico um dia após a divulgação dos vídeos de agressão do DJ Ivis contra a esposa. A atriz escreveu em suas redes sociais: “Esses ‘paraíbas’ fazem um pouquinho de sucesso e acham que podem tudo. Amanhã vou contatar as autoridades do Ceará para entender porque esse cretino não foi preso”.

 

Fontenelle foi enquadrada na Lei do Racismo, que prevê pena de reclusão de um a três anos e multa para o crime de preconceito ou discriminação.

 

De acordo com reportagem do G1, a atriz terá direito de arguir preliminares e alegar tudo o que interesse à sua defesa, num prazo de 10 dias a contar a partir da data de recebimento do processo pela acusada.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp