Paraíba

Contraponto: Antônio Barros e Cecéu se defendem após críticas por participação em ato bolsonarista

A compositora Cecéu, parceira e esposa de Antônio Barros, ligou para a reportagem do Portal WSCOM manifestando a posição da dupla e exigindo respeito à sua opção política, como fizeram ao subir no palanque defendendo no dia 7 Setembro o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 

A reação da compositora se deu depois da publicação de análise conceitual do multimídia Gil Sabino no portal abordando o gesto da dupla de aderir ao Bolsonarismo.

 

“Eu defendo minha pátria da mesma forma que Antônio Barros agiu espontaneamente neste dia 7, portanto temos direito de ir e vir, bem como fazer as escolhas que quisermos”, afirmou ela, demonstrando irritação pelo fato do multimídia ter considerado a atitude como manifestação movida à cultura caduca.

 

Segundo ela, “nossa história merece respeito, da mesma forma nosso livre arbítrio de optar pelo que consideramos melhor para nossa pátria, por isso exigiremos retratação”.

 

Ela disse ainda que não vive de nenhum governo em nível federal, estadual ou municipal, e sim dos direitos autorais, razão pela qual sugere que o analista vá morar na Venezuela ou na China.

 

SEM AGRESSÃO – Já o colunista Gil Sabino ratificou seu respeito à dupla ao longo dos anos em que diz até ter contribuído na divulgação para a consolidação do trabalho reconhecido deles, e ratificou também que não agrediu nenhum dos dois, por isso revelou que também exige respeito para sua opinião e conceitos.

 

“Sempre respeitei a dupla e não os agredi na abordagem que fiz, porque a liberdade de opinião também merece respeito, sobretudo quando o conteúdo comprova apenas análise conjuntural, repito, com respeito à história da dupla e suas opções”, finalizou.

WSCOM


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp