Nordeste

Após intervenção na Paraíba, Bolsonaro nomeia último colocado em lista tríplice como reitor da UFPI

19/11/2020


Na imagem a Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Revista Nordeste

Após intervenção que repercutiu na imprensa nacional com a nomeação de Valdiney Gouveia como reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) no dia 5 de novembro, último colocado na Consulta Pública instituição de ensino, o presidente Jair Bolsonaro repetiu o feito e nomeou, desta vez, o professor e matemático Gildásio Guedes Fernandes como novo reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI). O candidato, que teria tido 21% dos votos, foi o menos votado pela comunidade acadêmica. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (19).

Essa mesma situação se repetiu nas universidades federais do Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), no Triângulo Mineiro (UFTM), do Recôncavo da Bahia (UFRB), na Universidade Federal Rural do Semi-Árido no Rio Grande do Norte, entre outras.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) criticou a nomeação. “Mais uma universidade que teve sua autonomia ferida! Todo o apoio aos estudantes, professores e servidores da UFPI, vai ter luta”, disse.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.