Maranhão

Auxílio Brasil: agências da Caixa no MA têm fila no primeiro dia de pagamento

Na agência da Caixa Econômica Federal situada na Praça Deodoro, na região central de São Luís, os beneficiários esperavam a abertura da agência para adquirir o benefício nesta quarta (17) no MA.

O primeiro dia de pagamentos do Auxílio Brasil, benefício que substitui o Bolsa Família, é marcado por fila na agência da Caixa Econômica Federal situada na Praça Deodoro, na região central de São Luís. No local, os beneficiários esperavam a abertura da agência para adquirir o benefício que tem início nesta quarta-feira (17) em todo o Maranhão.

O governo federal começa a pagar nesta quarta o Auxílio Brasil, que substitui o agora extinto Bolsa Família. Também foi extinto, em outubro, o Auxílio Emergencial, e, com isso mais de 22 milhões de brasileiros devem ficar sem ajuda nenhuma a partir deste mês. Isso porque grande parte dos beneficiários do Auxílio Emergencial não serão contemplados pelo Auxílio Brasil.

O Auxílio Brasil só está sendo pago hoje a beneficiários que já recebiam o Bolsa Família e tem o número de inscrição social (NIS) com final 1, nesta quarta-feira (17). Quem tem NIS terminado em outros dígitos receberá ao longo dos próximos dias (confira calendário mais abaixo).

A autônoma Milena Fonseca Gomes, que antes da pandemia trabalhava com vendas, disse que acordou cedo para enfrentar a fila. Ela espera receber o benefício, mesmo sem saber qual é o real valor. “A pandemia pegou todos de surpresa, assim como o Brasil inteiro, eu também sofri muitas dificuldades. Eu trabalhava com vendas e caiu bastante, foi muito difícil. Em relação a esse auxílio, muita gente está contando com ele. Disseram que a migração aconteceria automaticamente, mas isso não aconteceu. Não sei qual é o novo valor e estou tendo problemas com o aplicativo Caixa. Infelizmente preciso sair da minha casa e enfrentar toda essa fila para fazer isso”, disse.

A dona de casa Luzlene Costa revelou que mesmo sem saber como vai funcionar o novo auxílio, ela espera que o valor seja justo para manter as contas da família. “Está sendo tudo muito difícil, ter que vir na Caixa, enfrentar toda essa fila, esperar atendimento. Eu atualizei o cadastro para esse novo programa do governo e ainda não sei como vai funcionar, espero que facilite a nossa vida. Nós estamos com essa incerteza dos valores, realmente espero que seja um valor justo e que dê para manter as minhas crianças”.

Este mês, o Auxílio Brasil será pago às cerca de 14,6 milhões de pessoas que faziam parte do Bolsa Família. Até dezembro, o governo promete incluir mais 2,4 milhões de beneficiários à lista – fazem parte dessa lista pessoas já cadastradas no Cadastro Único e que estavam na fila de espera do Bolsa Família.

*g1ma


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp