Brasil

Azul cancelará “centenas de voos” após alta de 405% nas dispensas médicas por gripe e Covid

247 – A companhia aérea Azul informou que teve uma alta de 405% nas dispensas médicas na primeira semana de janeiro de 2022 em relação à média histórica, segundo o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas), e, portanto, terá de cancelar “centenas de voos”.

 

O avanço da variante ômicron do coronavírus aliado à disseminação do novo vírus da gripe, H3N2, tem elevado os casos de pessoas doentes no país.

 

Os cancelamentos acontecerão até o final de janeiro, disse na sexta-feira (7) presidente do sindicato que representa pilotos e comissários de voo, Ondino Dutra. “O que a empresa nos disse: que ela [Azul] pretende cancelar centenas de voos em janeiro, na segunda quinzena, em especial, por falta de tripulantes”.

 

A Azul negocia a troca de folgas dos funcionários por compensaões financeiras para garantir um menor número de cancelamento de voos.

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp