Alagoas

Bancários em greve realizam novo protesto no Centro de Maceió

Os bancários realizaram um novo ato, na manhã desta quinta-feira (15), na Rua do Livramento, no Centro, como forma de sensibilizar a população para o movimento de greve que segue por tempo indeterminado. A categoria busca reajuste salarial e, enquanto isso, todas as agências permanecem com o serviço de autoatendimento restrito aos caixas eletrônicos, tendo cheques e depósitos suspensos.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários de Alagoas, Jairo França, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) chegou a propor um reajuste de 5,5% no salário, mas a categoria não aceitou a proposta. “A proposta foi abaixo da inflação, que gira em torno de 9%, e esse reajuste só seria dado no primeiro semestre sem ser incorporado no FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço]”, diz Jairo França.

Os bancários exigem um aumento de 16%, além do piso de R$ 3.299, com direito a vale-alimentação, refeição, melhores condições de trabalho e novas contratações. “O banco é o setor que mais lucra no Brasil. Não faz sentido eles mesmos receberam um reajuste de R$ 36 bilhões”, informa Jairo.

 

Cheques e depósitos

Ainda segundo Jairo França, a situação dos cheques e depósitos que não estão sendo aceitos e compensados não diz respeito aos trabalhadores. “Foram os bancos que tiraram esse serviço, não nós. Em nenhum momento dissemos que não faríamos, mas os bancos querem jogar a população contra nós e por isso eles tiraram os envelopes das agências”, garante Jairo.

Milton Rodrigues
Alagoas 24 horas


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você