Maranhão

Banco do Nordeste apresenta impactos socioeconômicos de atuação no Maranhão em 2023

Somente no primeiro semestre de 2023, a instituição financeira ajudou a gerar ou manter mais de 110 mil empregos

 

São Luís (MA) –  Os financiamentos realizados pelo Banco do Nordeste no Maranhão no primeiro semestre deste ano foram responsáveis por gerar ou manter mais de 110 mil empregos no estado. O anúncio foi realizado pelo superintendente estadual do Banco do Nordeste no Maranhão, Isaque Nascimento, durante apresentação dos impactos socioeconômicos da atuação da instituição financeira, realizada nesta terça-feira, 8, na Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema).

O executivo destacou que a economia maranhense recebeu R$ 2,9 bilhões em financiamentos de janeiro a junho deste ano, dos quais R$ 808,6 milhões foram aplicados pelos programas de microcrédito urbano, o Crediamigo, e rural, o Agroamigo, além de R$ 185,3 milhões direcionados às micro e pequenas empresas do estado, públicos prioritários nas ações do Banco.

Dados do Escritório Técnico de Estudos Econômico do Nordeste (Etene), área de estudos do BNB, revelam que o volume de recursos investidos no Maranhão gera impactos econômicos relevantes, a exemplo de aumento de R$ 567,8 milhões na massa salarial, incremento de R$ 3,6 bilhões no valor bruto da produção e, no setor público, acréscimo de R$ 301,2 milhões na arrecadação tributária.

“Este ano, registramos crescimento significativo no volume de recursos financiados no Maranhão: alcançamos quase R$ 3 bilhões aplicados diretamente na economia. Esse volume representa mais que cifras, são milhares de famílias que passam a ter ocupação, emprego formalizado, mais renda e melhoria em sua qualidade de vida. Por outro lado, contribuímos com a alavancagem das atividades produtivas aqui desenvolvidas e incentivamos o efetivo desenvolvimento sustentável, que é a nossa missão enquanto banco de fomento”, ressaltou o superintendente Isaque Nascimento.

Durante a agenda institucional, Isaque Nascimento explicou, ainda, a metodologia de trabalho do BNB enquanto banco de desenvolvimento regional e de fomento às atividades produtivas, bem como os resultados das aplicações financeiras realizadas por meio de financiamentos a empreendimentos dos diversos portes e setores produtivos, instalados tanto no setor urbano quanto rural.

A presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Iracema Vale, reconheceu os impactos sociais das ações do BNB no estado. “A ação do Banco do Nordeste é fundamental, porque investe principalmente no pequeno produtor rural, no microempreendedor e no microempresário, gerando benefícios para aqueles que mais precisam. Por isso, o nosso empenho em ampliar a divulgação das ações do Banco, fazendo chegar a toda a população do nosso estado”, afirmou.

Também participaram da agenda o vice-presidente da Mesa Diretora da Alema, deputado Rodrigo Lago, deputados estaduais, diretores do Parlamento Estadual, parceiros institucionais do poder público e da iniciativa privada, além de representantes de entidades produtivas.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp