Brasil

Bolsonaro admite derrota iminente: “se eu perder o mandato, poderei ser preso por até cem anos pelos ataques à democracia”

Em fala golpista a envangélicos, Jair Bolsonaro disse que tem “obrigação moral de não deixar o país perder a liberdade”

 

 

 

247 – Bolsonaro admitiu neste sábado (23), para uma plateia de apoiadores evangélicos em Vitória-ES, que está preparado para dar um golpe caso não seja reeleito, e que não teme as ações contra ele na Justiça comum, informa o site O Antagonista.

 

 

Bolsonaro, que na última segunda-feira (18) levantou (sem provas) suspeitas sobre o processo eleitoral e a confiança das urnas para embaixadores de vários países em uma reunião no Planalto, disse que tem “a obrigação moral, até com o sacrifício da própria vida” de não deixar o país perder a liberdade. Bolsonaro, inclusive, admite que vem fazendo ataques à democracia.

 

 

“Se eu perder o mandato, poderei ser preso por até cem anos pelos ataques à democracia. Eu não dou recado a ninguém. Se querem dar recado a mim, não vai surtir efeito. Vou continuar fazendo a mesma coisa”, disse durante Bolsonaro durante a Marcha para Jesus de Vitória.

 

 

 

Se derrotado, Bolsonaro perde o foro privilegiado e diversas ações contra ele poderão ser movidas por procuradores pelo país.

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp