Política

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumpririam eventuais ‘ordens absurdas’ dadas por ele

 Após promover uma escalada crescente  de declarações autoritárias nos últimos meses, Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (27), que as Forças Armadas não cumpririam uma eventual “ordem absurda” dada por ele ou por outro governante. “As Forças Armadas estão aqui. Ela está ao meu comando, sim, ao meu comando. Se eu der uma ordem absurda eles vão cumprir? Não. Nem a mim e nem governo nenhum”, disse Bolsonaro durante um evento alusivo aos mil dias de seu governo.

 

Na ocasião, ele também defendeu a participação de militares em sua gestão por uma questão de “amizade”. “Quando criaram (o ministério da) Defesa, não foi por uma necessidade militar. Foi por uma imposição política para irar os militares desse prédio. Alguns criticam que eu indiquei militares. Sim, é verdade. É meu círculo de amizade. Assim como de outros presidentes foram de outras pessoas”, afirmou ele de acordo com o jornal O Globo.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp