Política

Bolsonaro diz que ninguém precisa temer 7 de setembro e ironiza Fux: “Brasil está em paz”

No mesmo dia em que o presidente do STF, Luiz Fux, fez um pronunciamento em defesa da democracia e alertando que quem for às ruas no dia 7 de setembro pedir golpe deverá arcar com as consequências jurídicas, Jair Bolsonaro também discursou durante solenidade de assinatura de contratos de ferrovias, realizada no Palácio do Planalto, e disse que “o Brasil está em paz”.

 

“Alguém já me viu brigando com algum Poder, alguma instituição?”, indagou. “O Brasil está em paz, no meu entender. Está faltando uma ou outra autoridade reconhecer que extrapolou e trazer a paz para o Brasil”, disse ainda. Ele também afirmou que não está “organizando nada” para o feriado, está “sendo convidado”.

 

Ao comentar declarações de Fux em defesa da democracia, pediu “palmas para o ministro Fux”. Depois fez o mesmo com Alexandre de Moraes, contra quem apresentou pedido de impeachment ao Senado. “Hoje, eu ouvi rapidamente o ministro Fux, no início da sessão [do STF], dizendo que não pode haver democracia sem respeitar a Constituição. ‘Palmas’ para o ministro Fux. Realmente não pode ter democracia se não respeitarmos a Constituição em todos os seus artigos, principalmente o artigo 5º”, disse.

PUBLICIDADE

.

 

Sobre os atos, declarou: “ninguém precisa temer o 7 de setembro. Pretendo ocupar um carro de som na Paulista que deve ter umas 2 milhões de pessoas. Ao que tudo indica, vai ser um recorde de pessoas”. Bolsonaro aposta que será “um dos atos mais bonitos da nação”. As pessoas irão às ruas com camisa amarela, segundo ele, pedir “liberdade acima de tudo”.

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp