Brasil

Bolsonaro visita igrejas evangélicas no Maranhão em busca de voto feminino

Cumprindo agenda de visitas a igrejas evangélicas no Maranhão, Jair Bolsonaro (PL) está desacompanhado de sua esposa, Michelle, que, apesar de seguir a religião, optou por não viajar. A informação é do portal Metrópoles.

 

Michelle tem adotado uma postura de manter certa distância da campanha política do marido. Mesmo tendo se filiado ao PL recentemente, a primeira-dama se recusa a gravar peças publicitárias, por exemplo.

 

Como justificativa para a ausência da esposa na atual viagem, Bolsonaro alegou que “quando as viagens ultrapassam dois dias, ela costuma não viajar.”

 

“Hoje aqui, esse encontro religioso de mulheres, tem um significado especial. Nenhum homem pode ser bem-sucedido se não tiver ao seu lado uma grande mulher. A minha esposa lamenta não estar presente. Quando as viagens ultrapassam dois dias, ela costuma não viajar. Temos uma filha de 11 anos de idade, uma filha que mudou mais ainda a minha vida, porque depois de quatro homens, veio uma menina”, disse Bolsonaro.

 

“No leito dos hospitais, onde a incerteza pairava sobre a minha vida, eu pedi uma coisa a Deus: que não deixe a minha filha se tornar uma órfã”, prosseguiu

 

O atual chefe do Executivo tem alta rejeição entre as mulheres brasileiras. Na tentativa de reverter esta imagem, participou do encontro de mulheres evangélicas “38º Congresso de Estadual das Missionárias e Dirigentes de Círculo de Oração da Convenção Estadual das Assembleias de Deus do Maranhão” nesta quinta-feira (14).

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp