Brasil

“Brasil tá de saco cheio do extremismo que ceifa vidas por intolerância”, diz Marçal

“O Brasil tá de saco cheio do extremismo que ceifa vidas por intolerância”, declarou nesta segunda-feira, 11, o pré-candidato do Pros à Presidência da República, Pablo Marçal, que já havia feito alerta sobre os efeitos colaterais do acirramento político em curso no pais em vídeo publicado em suas redes sociais.

 

 

Na postagem, que já conta com quase um milhão de visualizações orgânicas, ele alertou para a necessidade de estancar o acirramento entre os extremos antes que acontecesse uma tragédia, como a registrada neste final de semana em Foz de Iguaçu.

 

“O país não aguenta mais tanta confusão”, defendeu Marçal.
Suas declarações, veiculadas nas redes sociais em reação à violência que vitimou o líder petista Marcelo Arruda, Pablo Marçal condenou “o ódio que brota da raiz amarga do extremismo”.

 

“A nação precisa voltar a ter paz. Essa é a verdadeira vocação do Brasil. E também a condição sine qua non para recolocar o Estado brasileiro na rota do desenvolvimento”, finalizou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp