Brasil

Cada R$ 1 investido em publicidade gera R$ 8,54 para o PIB, aponta pesquisa

Cada R$ 1 investido em publicidade gerou para a economia brasileira cerca de R$ 8,54 durante o ano de pandemia. Segundo o estudo “O valor da publicidade no Brasil”, do Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp), esse mercado movimentou R$ 49 bilhões em 2020, com um impacto de R$ 418,8 bilhões para o Produto Interno Bruto (PIB) do País.

O relatório foi produzido pela consultoria Deloitte e levou em consideração dados da Kantar Ibope Media, do Cenp-Meios e também entrevistas com 41 executivos de agências de publicidade, veículos de comunicação, anunciantes, consultorias de marketing, institutos de pesquisa e entidades do setor.

Além do impacto econômico, o estudo mostra que a publicidade gera mais de 196.000 empregos e sustenta parte de atividades econômicas que empregam cerca de 240.000 pessoas. Quando somados os segmentos diretos e indiretos chega-se ao número de mais de 435.000 postos relacionados à atividade.

Assim como ocorreu em outros setores, o faturamento publicitário foi afetado pela crise econômica causada pela pandemia de covid-19. De acordo com o relatório, os investimentos brutos em publicidade no Brasil encolheram 9,7% em 2020 quando comparados aos do ano anterior. O capital investido chegou a R$ 54,3 bilhões em 2019. Foi uma queda superior à do PIB como um todo, que recuou 4,1% no ano passado.

Apesar do decréscimo, especialistas do setor acreditam que os dados do relatório apontam para um reaquecimento do mercado.

Comércio investe mais

Além da relação de impacto econômico, a pesquisa da Cenp e Deloitte ainda trouxe análises sobre o caminho do dinheiro na publicidade. O relatório mostra que, em 2020, os maiores investimentos foram realizados pelos segmentos de comércio (18,9%), serviços ao consumidor (16,3%), acompanhados dos setores financeiro e securitário (10,4%).

“O multiplicador de oito para um é um índice que mostra que a publicidade é um motor extraordinário. Dificilmente você encontra um grau de resultado parecido”, avalia Ruy Dantas, diretor nacional da Abap (Associação Brasileira de Agências de Publicidade e Propaganda) e presidente da Abap/PB.

Para Ruy Dantas a publicidade é um segmento essencial para o País, pois beneficia de diversas maneiras os agentes de negócios, a atividade econômica, as pessoas e os bens sociais e culturais. Ele destaca quatro aspectos que resumem bem o papel do setor na economia brasileira:

Aumenta a percepção de qualidade

A publicidade é o meio pelo qual as empresas informam seus consumidores sobre a qualidade dos seus produtos ou serviços, apresentando e reforçando o valor da sua marca.

Fideliza clientes

A publicidade cria uma conexão emocional e, muitas vezes, social entre consumidor e marca, aumentando a lealdade de clientes aos produtos anunciados.

Estimula inovações

O contato das empresas com inovações promovidas por concorrentes estimula a inovação como vantagem comparativa na busca por participação no mercado.

Fomento à competitividade

Aumenta o conhecimento sobre as opções do consumidor pois com a publicidade os consumidores são mais informados sobre as opções oferecidas no mercado, levando empresas a competirem por sua preferência. Ao informar o mercado sobre os preços praticados para seus produtos e serviços, a publicidade fomenta a competição por preço, pois os players tendem a se adequar à concorrência.

 

*wscom/rnd


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp