Ceará

Camilo Santana se solidariza com famílias dos 500 mil mortos pela Covid no Brasil: “nenhum mal dura para sempre”

247 – O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), lamentou a marca de 500 mil mortos pela Covid-19 desde o início da pandemia, atingida no Brasil neste sábado (19).

Pelo Twitter, o governador cearense se solidarizou com familiares das vítimas. “Que as profundas feridas deste momento sejam transformadas em força e coragem para nosso povo superar toda dor e lutar para ter de volta o nosso Brasil, justo e solidário. Nenhum mal dura para sempre!”, afirmou Santana.

O Brasil chega a marca de 500 mil mortos pela covid-19 em uma semana de crescimento na média móvel de óbitos e de novos casos e com expectativas negativas para os próximo dias.

Sem nunca ter realmente saído da segunda onda da covid-19, o país vem observando nos últimos dias um ritmo maior de crescimento de casos fatais e infectados. O risco agora é de uma nova escalada nos números que já estão em um platô gravíssimo há meses.

Entre março e abril deste ano, o Brasil chegou a registrar 20 mil mortes e mais de 500 mil novos pacientes em alguns períodos. De lá para cá, houve diminuição de casos fatais, mas nunca abaixo de 10 mil óbitos por semana. Os novos pacientes a cada sete dias se mantiveram acima dos 400 mil.

 

A média móvel de casos (soma de todos os casos dos últimos sete dias, dividida por sete), estava em 66,5 mil no domingo (13). Na sexta-feira (18), o cálculo ultrapassou 72 mil, o que não era observado desde abril e está muito próximo ao recorde de 77 mil.

Também houve mudança rápida nos óbitos. De 1,6 por dia no começo do mês, a media de mortes ultrapassou 2 mil nesta semana. Há relatos de lotação de UTIs acima de 90% em mais de dez capitais, o que causa impacto direto nos casos fatais.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp