Brasil

Campanha de Bolsonaro decide usar agressões de Ciro contra Lula para evitar vitória em primeiro turno

Decisão reforça a visão de que o pedetista seria hoje linha auxiliar do bolsonarismo

247 – Ciro Gomes é hoje linha auxiliar do bolsonarismo? Embora ele garanta que não, evidências apontam na direção oposta. “Integrantes da campanha do presidente Jair Bolsonaro querem ampliar a visibilidade das críticas de Ciro Gomes (PDT) a Luiz Inácio Lula da Silva (PT)”, informam os jornalistas Mariana Carneiro, Julia Lindner e Gustavo Côrtes, em reportagem publicada no Estado de S. Paulo. “Acreditam que, ao evidenciar os ataques de Ciro contra o petista, conseguem neutralizar um potencial movimento de voto útil em Lula no 1.º turno – o que poderia levar a uma vitória do petista”, acrescentam.

“Na última pesquisa Ipespe, Lula marcou 44% das intenções de voto e Ciro, 8%, o que somado passaria dos 50%. Um sinal de que a estratégia bolsonarista entrou em campo são postagens feitas por aliados do presidente, como a da deputada Bia Kicis (União-DF) e do delegado Alexandre Ramagem, replicando vídeo em que Ciro diz que Lula não foi inocentado, mas teve o processo anulado no STF”, apontam ainda os jornalistas.

*Brasil 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp