Bahia

Casarão tombado pelo Iphan desaba na Ladeira da Montanha, em Salvador; via está interditada

Parte da estrutura já havia caído no início da manhã desta quinta-feira (21) e voltou a desmoronar. Ninguém ficou ferido.

 

Parte de um casarão tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), na Ladeira da Montanha, em Salvadorvoltou a desabar na manhã desta quinta-feira (21). A via, que é uma das principais ligações entre as cidades Alta e Baixa, foi interditada na manhã desta quinta-feira (21). Ninguém ficou ferido.

Técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal) foram ao local e fizeram avaliação do trecho, que ainda não tem previsão de liberação. O órgão informou que o casarão estava escorado por vigas metálicas, que já estavam oxidadas pela exposição ao tempo.

A Codesal também detalhou que, apesar de tombado, o imóvel pertence à Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), e foi comprado junto com outros casarões da região, pelo governo do Estado.

Além da análise da Defesa Civil, o Iphan também fará estudo no local. O g1 entrou em contato com o Instituto e aguarda um retorno. A Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) foi acionada para retirar o entulho do local.

Tráfego interrompido

O tráfego de veículos e pessoas foi suspenso no início da manhã. Com esse bloqueio, veículos que saem da Rua Miguel Calmon, no bairro do Comércio, para acessar a Montanha, são desviados para a Avenida Lafayete Coutinho, mais conhecida como Contorno.

Equipes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) estão no local, para fazer o ordenamento do tráfego e orientar os motoristas.

A árvore arrastou junto um poste de iluminação. Três prédios também foram atingidos pelos galhos . Um dos imóveis é residencial, enquanto os outros dois são comerciais – uma padaria e um estacionamento.

Apesar do problema, o fornecimento de energia elétrica não foi interrompido. Equipes da Transalvador também estão no local e já acionaram a Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman), para fazer a remoção da árvore. A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) vai ao local para acompanhar a retirada.

Na Ladeira da Soledade, que fica no bairro da Liberdade, um poste de iluminação também caiu por causa da ventania.

A Coelba informou que a estrutura não é de administração do órgão, mas sim da Secretaria Municipal de Ordem Publica (Semop). A pasta foi procurada, mas ainda não deu retorno.

Já no bairro da Pituba, uma cratera foi aberta na Rua Espírito Santo e ocupa metade da pista. Segundo moradores, uma obra está sendo feita no local, para consertar uma manilha. No entanto, a chuva aumentou o buraco, que foi sinalizado com galhos.

O local está interditado. A reportagem entrou em contato com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa), mas ainda não teve retorno.

*g1ba

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp