NORDESTE

Ceará já conta com 233 cozinhas e mais de 22 mil refeições distribuídas

O Ceará Sem Fome atingiu o balanço de 233 cozinhas em funcionamento na Grande Fortaleza e Interior, nesta quarta-feira (27). Também, hoje, foram distribuídas 22.464 refeições prontas para cearenses que se encontram em insegurança alimentar. A meta dessa importante frente do programa é de 100 refeições a cada dia, cinco vezes na semana. Uma das unidades em funcionamento está na cidade de Maracanaú e foi visitada pela primeira-dama do Estado e presidente do Comitê Intersetorial de Governança do programa, Lia de Freitas.

 

“Cada vez que vamos às cozinhas, nós temos a certeza que o Governo do Estado deu um passo certo. Acreditamos no potencial da sociedade civil e estamos aprendendo a cada dia, ajustando o que é preciso ajustar e aprendendo mais ainda, com a certeza que o nosso povo, sim, será acolhido. Porque aqui, além do alimento, ouviremos também as demandas de cada pessoas atendida”, destacou Lia de Freitas.

 

Durante a entrega das marmitas às pessoas, o coordenador da Central de Movimentos Populares, Thiago Celestino, ressaltou o diálogo que existiu entre a primeira-dama e sua equipe, com a sociedade civil, quando o programa ainda vinha sendo estruturado.

“A gente conversou lá no gabinete da primeira-dama e hoje celebrar aqui esse momento é um motivo de muita alegria e de muita gratidão. Dizer que a nossa luta e o nosso esforço valeram a pena e que vamos alimentar e estamos na luta para o Ceará ser o primeiro estado a tirar o seu povo do mapa da fome”, disse emocionado.

Capacitações em boas práticas

 

Enquanto as cozinhas Ceará Sem Fome iniciam suas atividades, simultaneamente equipes de profissionais que integram o Grupo de Trabalho do Ceará Sem Fome, com o envolvimento também do Núcleo de Tecnologia e Qualidade Industrial do Ceará (Nutec), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e também de profissionais capacitados nas próprias Unidades Gerenciadoras, repassam as orientações em boas práticas no preparo das refeições que serão servidas à população.

 

Nesta quarta-feira, cozinheiras da cidade de Aracati receberam a capacitação, conforme explica a nutricionista do Ceará Sem Fome, Isadora Alves. “As capacitações estão sendo em boas práticas na manipulação de alimentos, como também tem abordado temas de boas práticas na manipulação e na higienização das cozinhas, que estão dentro do programa, bem como no armazenamento dos alimentos, saúde e higiene do manipulador. Tudo isso vem sendo repassado dentro das Unidades Gerenciadoras para as cozinheiras do programa”, explica.

Ela destaca ainda sobre outras técnicas que são abordadas, como de reaproveitamento e também de rendimento dos alimentos. “Na conclusão, também falamos a respeito do reaproveitamento e de como evitar o desperdício de qualquer alimento ou insumos que estejam chegando às cozinhas. Outro ponto também é a técnica de rendimento do que é preparado. Em resumo, o nosso objetivo é capacitar para que essas pessoas possam fornecer, diariamente, um alimento livre de qualquer tipo de contaminação. Além da qualidade nutricional, que se preze também pela qualidade sanitária do alimento que será servido pelo programa”, finalizou Isadora.

 

Nesta quinta-feira (28), cozinheiras nas cidades de Ererê, Iracema, Potiretama e Santa Quitéria receberão as capacitações. Já na sexta-feira (29), é a vez de Jaguaretama, Jaguaribe, Nova Russas e Pereiro.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp