Brasil

Centrão articula para barrar CPMI após escândalo no Ministério da Educação

Após o escândalo que levou à saída de Milton Ribeiro do comando do Ministério da Educação (MEC), partidos do centrão articulam para impedir a instalação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para apurar possíveis casos de corrupção na pasta.

 

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o requerimento do deputado federal professor Israel Batista (PV-DF) coletou cerca de 100 das 171 assinaturas necessárias na Câmara e somente dez das 27 no Senado.

 

Ainda segundo a publicação, nenhum partido da base de apoio do governo federal endossou o documento, a exemplo do PP do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira; o Republicanos do deputado federal e bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, Marcos Pereira; e o PL, comandado por Valdemar Costa Neto e também sigla do próprio presidente Jair Bolsonaro.

 

Os aliados tentam barrar a CPMI por temer um desgaste do governo semelhante ao ocorrido na CPI da Covid, sobretudo em ano eleitoral.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp