Brasil

“Chorei porque não roubei”, diz Luiz Carlos, homem negro que teve que tirar a roupa em mercado

 Por Henrique Santiago, Metrópoles – O homem negro que tirou a roupa para provar que não furtou produtos de um supermercado da rede Assaí, em Limeira, interior de São Paulo, denunciou a “truculência” dos seguranças.

 

Luiz Carlos da Silva, de 56 anos, disse que tirou a blusa de frio e a camiseta a pedido dos funcionários, mas achou melhor se despir das calças para deixar claro que não tinha levado nenhum item do atacadista.

 

“[Eles] queriam me levar para um canto escuro sem ninguém ver. Eu comecei a chamar o pessoal para gravar e servir de testemunha. Se me levassem para trás, eles colocariam alguma coisa em mim e diriam que eu roubei”, disse ao site Notícia de Limeira. “Chorei porque não roubei nada. Nunca precisei roubar nada de ninguém. Eu trabalho.”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp