Bahia

Chuvas deixam Salvador em alerta máximo

Por Agência Brasil

As fortes chuvas que têm ocorrido na capital baiana em decorrência de uma frente fria com origem na Região Sudeste levaram a Defesa Civil de Salvador (Codesal) a emitir nesta terça-feira (26) “alerta máximo”, em função de possíveis alagamentos e deslizamentos de terra. A expectativa é de que as chuvas continuem, mas de maneira fraca e moderada.

Até o final desta manhã, foram registradas 128 ocorrências, informou a Codesal. Foram oito alagamentos de área e 42 de imóveis, sete ameças de desabamento e 13 de deslizamento, duas árvores caídas, três desabamentos de imóveis, sete deslizamentos de muro, quatro desabamentos parciais, 40 deslizamentos de terra, um destelhamento de imóvel e uma infiltração.

Segundo a prefeitura, bairros como o do Retiro e o da Liberdade acumularam 54 milímetros (mm) de chuva nas últimas 72 horas.. No fim da manhã, em apenas uma hora, os bairros de Ondina e Pituba registraram 10,8mm e 8,4mm, respectivamente, informou o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec) de Salvador.

Diante da situação, a Defesa Civil acionou sirenes na Baixa de Santa Rita, do Calabetão, do Bom Juá, da Vila Picasso, da Voluntários da Pátria e da Baixa do Cacau. A intenção é fazer com que os moradores dessas localidades se desloquem de suas casas até os locais determinados pelo órgão.

As sirenes são acionadas nas situações em que o volume de chuvas acumulado ultrapassa 150mm em determinada região. Em nota, a prefeitura pediu aos moradores que saiam de suas casas e se dirijam para os pontos de apoio.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você